PRF apreende cinco quilos de crack durante abordagem em veículo na BR-101; Imagem e Vídeo

0

Ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF),  Polícia Militar de Mamanguape – Força Tática e Polícia Civil – GOE, apreendeu na noite de ontem (11) em Mamanguape, litoral norte paraibano, 5,1 quilos de crak. A droga, distribuída em 5 tabletes, estava escondida embaixo dos bancos de um Honda Civic.

O veículo, com placas de Camaragibe/PE, foi abordado no km 38 da BR 101, em frente em frente a Unidade Operacional da PRF. O Carro, ocupado por um casal, desrespeitou a ordem de parada tentando furar o bloqueio realizado pelos policiais.

Durante revista, os agentes encontraram 5 tabletes de crack escondidos sobre o banco do passageiro. A condutora de 18 anos não possuía Carteira Nacional de Habilitação e seu companheiro de 37 anos vinham de Fortaleza. Confessaram ainda, ser responsáveis pela entrega da droga em Camaragibe,região metropolitana do Recife e que receberiam R$ 3 mil pelo transporte do ilícito.

O casal, o carregamento de droga e o veículo utilizado para o transporte, foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de Mamanguape, onde foi registrado o flagrante. Caso sejam condenados, os dois suspeitos poderão pegar penas que variam de 3 a 15 anos de reclusão.

Imagem: whatsapp

Imagem: whatsapp

Combate ao Crime Intensificado na madrugada

Ainda durante as fiscalizações, em uma abordagem a um Ford Ka, um homem foi detido por possuir substância semelhante à maconha. Após revista pessoal ao condutor , foi encontrado em seu bolso um recipiente contendo uma pequena porção da droga, a qual foi apreendida.

Transporte ilegal de madeira e produtos perigosos

Um caminhão com placas do Caicó/RN , foi retido por transportar 5,5 m³ de madeira do tipo Maçaranduba. Na ocasião da abordagem, o condutor do veículo informou que pegou a madeira na cidade de Natal/RN, e que foi contratado pelo valor de R$ 1.000,00 para transportar a carga para a cidade de Bayeux/PB.

Horas mais tarde, um caminhão com placas de Parnamirim/RN foi retido por transportar duas toneladas de produtos perigosos em desacordo com as exigências estabelecidas em lei.

Fonte: Assessoria da PRF

Sobre o autor

Comente