Felipe Leitão diz: “Eu não sou homem de ficar em cima do muro, não tem essa de se falar em independente, agora faço parte da oposição”

0

Na manhã desta quarta-feira (16), o vereador Felipe Leitão (sem partido) disse que a sua saída da base aliada do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) foi provocada por insatisfação com a gestão. Ainda afirmou que não poderia continuar ao lado de um governo que tem medo de investigações, como a CPI da Lagoa.

“Eu não podia permanecer na sustentação de um governo que quer guardar sujeiras pra debaixo do tapete. Eu não sei por que o medo, esse assombro com a CPI da Lagoa, ao ponto de mandar interlocutores para que nós retirássemos as assinaturas. A população quer saber onde foi parar quase R$ 10 mi, não sou eu, nem a oposição que está dizendo isso, é a CGU”, declarou o parlamentar.

Felipe enfatizou que faz parte agora da bancada de oposição ao governo de Luciano Cartaxo. “Eu não sou homem de ficar em cima do muro, não tem essa de se falar em independente, agora faço parte da oposição”, disse.

O parlamentar foi um dos cinco vereadores governistas que assinaram o pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar um suposto desvio nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena. O vereador falou ainda, que mais vereadores devem deixar a bancada do governo nos próximos dias.

Felipe Leitão disse que apesar do fim do prazo da janela partidária acabar no próximo sábado (19), tem até o dia 02 de abril, visto que antes fazia parte de uma sigla recém-criada.

Redação

Sobre o autor

Comente