Câmara de Vereadores de Patos aprova orçamento para pavimentação das ruas do município

0

Foi aprovado por unanimidade na noite da terça-feira (22) na Câmara Municipal de Patos, o Projeto do Executivo – PE 13/2016 que solicita autorização do Legislativo para obter empréstimo no valor de R$ 14,5 milhões destinados à execução de obras de pavimentação em 155 ruas do município.

O lançamento do programa de calçamento de diversas ruas da cidade aconteceu antes mesmo da aprovação do crédito pelos vereadores, porém, os representantes governistas explicaram que os recursos já estariam previstos em orçamento. O que teria motivado a necessidade de nova aprovação seria um erro de nomenclatura, ou seja, ao invés de abertura de crédito teria sido utilizada a palavra convênio.

Porém, o fato do de iniciar as obras de pavimentação sem o saneamento básico necessário tem causado polêmica. Foi realizada uma audiência pública na última segunda-feira (21) para que a população opinasse sobre a questão, porém, o número de pessoas que compareceram não foi satisfatório. Uma nova audiência pública foi marcada para a segunda-feira (28) para continuar o debate e para só então acontecer a 2ª votação do PE 13|2016.

O vereador Jefferson Melquiades (PRB) opinou em relação as obras de pavimentação: “O que a gente pode prever é que, com a existência só das galerias pluviais, ocorra encanamentos clandestinos de esgotos para essas galerias e os dejetos sejam levados para o rio Espinharas, o que se concretizaria num crime ambiental”.

Jefferson disse, ainda, que existe um projeto do Governo do Estado que prevê a realização do saneamento básico de 100% do município de Patos, orçado em aproximadamente R$ 150 milhões. E esse projeto estaria parado, segundo as alegações do Estado, devido à crise econômica.

O vereado Ivanes Lacerda,(PMDB) defendeu a aprovação imediata do PE 13/2016 para evitar que a obra fique parada, tendo em vista o prazo limite devido ao período eleitoral.

Ivanes acredita que a imediata realização das obras de pavimentação irá beneficiar a população. “Quantos anos esses moradores terão que esperar para ter as ruas calçadas, se for esperar pelo esgotamento sanitário?, questionou.

Por sua vez, o vereador Jardelson (PSDB) acha que existe a necessidade de debater sobre mais sobre o tema, acredita que com a participação dos representantes das comunidades e de toda população chegaram a uma decisão viável, para que todos estejam cientes dos prós e contras que acarretam a execução da pavimentação dessas ruas.

 

 

Sobre o autor

Comente