Após denúncia de pais PROCON de Patos constata preços abusivos de lanches em escolas particulares

0

pgaO PROCON da cidade de Patos continuou as atividades de fiscalizações na quarta feira (07), desta vez nos postos de combustíveis e escolas particulares da cidade.  Essa pratica de fiscalizar, de acordo com o secretário, Maurício Alves, vão acontecer semanalmente, com o objetivo de proteger o consumidor de preços abusivos.

Os postos de combustíveis passaram por fiscalizações. A gasolina aditivada, por exemplo, o menor preço encontrado foi $3,75 e o maior $3,89 tendo uma variação de 3,17 por cento. De acordo com órgão, existem postos que estão vendendo gasolina acima do normal e para que isso seja combatido é necessário que haja boicote.  “estamos abrindo um procedimento para apurar se na cidade de patos está ocorrendo formação de cartel por parte dos postos,  vamos pedir as notas de compras dos combustíveis e vamos ficar mais atuante em relação as variações para proteger o consumidor” Afirmou Maurício.

As escolas particulares de Patos também foram fiscalizadas depois de denúncias de pais de alunos junto ao PROCON, os preços de alguns salgados como, por exemplo, coxinha, pastel, sanduíche estavam sendo cobrado em algumas escolas de forma abusiva. Um salgado que era para custa $2,50 que é o preço normal da região, estava sendo cobrados $3,50. “um produto que nos chamou atenção foi o todinho $2,00 é o preço vendido na cidade, em uma das escolas estava sendo vendido há $3,00 uma variação de 50 a mais da média; Nas visitas constatamos irregularidade nos preços, imediatamente realizamos uma audiência e ficou acordado que os valores que podem ser cobrados, são os preços que temos na nossa cidade para evitar abuso principalmente neste momento de crise que estamos passando, demos um prazo final até sexta dessa semana para a normalização dos preços”Concluiu.

Sobre o autor

Comente