Padre é afastado das suas atividades após ser acusado de estuprar menino de 13 anos de idade

0

WhatsApp-Image-20160428Um padre da Diocese da cidade de Guarabira é acusado de abusar sexualmente de um menino de 13 anos de idade.  De acordo com o delegado da polícia civil, Ricardo Sena, o padre está sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável “A vítima já foi ouvida. Os familiares e o padre também. Agora estamos aguardando o laudo de agressão física”, concluiu Ricardo Sena.

Os abusos aconteciam na cidade de Dona Inês, Agreste do estado. No depoimento colhido pela polícia civil o padre nega as acusações e diz estar sendo vítima de uma ‘conspiração’ orquestrada por pessoas da paróquia que ele administra, já que recentemente o sacerdote realizou mudanças.

A vítima disse em seu depoimento que é um coroinha da paróquia do padre e o acusado lhe dava vários presentes, como bicicleta e um tablet. Justificativa do padre sobre os presentes é que gostava de fazer ações humanitárias.

A denúncia foi formalizada pelo Conselho Tutelar. Na quarta feira (27) uma nota foi divulgada pelo bispo diocesano Francisco de Assis Dantas de Lucena relatando que o padre foi afastado das suas atividades até o termino do inquérito, o bispo ainda ressaltou que estava colaborando com as investigações do conselho tutelar, da polícia e do ministério público.

A equipe do blog o fuxico entrou em contato com Arcebispo da Paraíba Dom Aldo Pagotto, mas ele disse que não ia se pronunciar sobre o fato ocorrido. Tentamos entrar em contato com a família, mas a mãe apenas relatou que não esperava isso do padre e que não falava mais sobre o assunto devido a repercussão que o caso teve.

Sobre o autor

Comente