INÉDITO: Vereadora de Patos deve renunciar o mandato nesta quinta após ser pega na mentira

0

Lucinha denunciou, bateu na mesa e desafiou o secretário do PROCON de Patos, Bruno Palmeira.

Na sessão da última terça feira, a Vereadora Lucinha Peixoto (PCdoB) fez várias denúncias envolvendo o PROCON de Patos. Lucinha bateu na mesa afirmando que naquele órgão tinha cinqüenta e sete pessoas trabalhando onde só existe quinze cadeiras para acomodar o quadro funcional.

Eufórica com sua denúncia e sem apresentar dados oficiais ou provas dela, Lucinha também denunciou a falta de pagamento dos contratados e comissionados do PROCON. Na tentativa de dar credibilidade a sua denúncia, ela faz um desafio, “se for minha mentira, eu renuncio meu mandato”.

Ao saber do desafio de Lucinha, o secretário do PROCON, Bruno Palmeira resolveu acunhar a Vereadora e juntar todas as provas e encaminhar para todos os vereadores a realidade do PROCON,que hoje tem um quadro de pessoal de dezesseis, fechando um total de trinta e dois com a presença de estagiários. Bruno Palmeira revelou ainda que não existe atraso no pagamento de nenhum servidor do PROCON e que o número de cinqüenta e sete era o total que tinha na época do governo de Francisca Motta.

O ônus da prova cabe a quem acusa e até agora Lucinha se baseia no ouvi dizer ou vieram me falar, enquanto o diretor do PROCON, Bruno Palmeira de posse de toda documentação derrubou por terra a acusação. Resta agora Lucinha cumprir sua palavra e renunciar seu mandato de vereadora porque não foi pegadinha, foi o pega pega na mentira.

Se Lucinha cumprir o que disse, Ranieri Ramalho pode comprar o paletó , já que ele é o primeiro suplente da coligação do PMDB.

OUÇA LUCINHA:

Sobre o autor

Comente