Compartilhe

DERROTADO PARA VEREADOR: Delegado constrange parlamentares ao citar suposta participação de irmão de vereador em assalto

Estranho as declarações do delegado da especializada de roubos e furtos em Patos, Elcenho Engel, que revelou a imprensa, que um irmão de um vereador da cidade de Patos está sendo visto pela polícia como principal suspeito do assalto ocorrido no dia 08 de março no bairro Belo Horizonte em Patos onde bandidos subtraíram 39 celulares da marca Xiaomi, avaliados em R$ 50.000.00 (Cinquenta Mil Reais). Os aparelhos pertencia a uma loja na cidade de Teixeira quando dois elementos abordaram o representante próximo ao hospital regional de Patos e lhe obrigou a seguir até a saída da cidade para fazer o roubo da mercadoria.

Estranho a forma do delegado Elcenho conduzir o caso, primeiro declarar que um irmão de um vereador de Patos está sendo visto como suspeito? Qual o nome dele? O que tem haver o vereador nessa história? Ele vai pagar pelo suposto crime do irmão? Por quê não revela o nome? Para não comprometer as investigações? Mas o que tem haver mais uma vez o delegado ter citado que o suposto envolvido (sem nome) é irmão de um vereador em Patos. (também sem nome).

Dr. Elcenho Engel disse que desde então a Polícia Civil abriu os procedimentos de investigação e conseguiram a identificação do carro usado no assalto. Foi conseguido junto ao poder judiciário o mandado de busca e apreensão do veículo que estava, no momento, em Campina Grande. A Polícia Civil fez a apreensão e no momento o irmão do vereador estava no veículo e está como suposto integrante do bando.

O fato da apreensão do veículo aconteceu no dia 15 de abril. O delegado Dr. Elcenho Engel relatou que o caso continua em investigação para se apurar minuciosamente os detalhes. O delegado não revelou o nome do vereador patoense e nem do irmão que está sendo investigado.

Parece que o delegado não saiu do palanque político e não digeriu a derrota nas urnas das últimas eleições para vereador em Patos, e tentou usar sua função de delegado para constranger todos os vereadores, já que o delegado plantou uma dúvida na cidade e colocou todos os parlamentares nesse pacote alheio.  Não adianta manter o discurso de preservar nomes para não comprometer as investigações, o Senhor delegado quis mesmo foi jogar merda no ventilador e melar todo o parlamento como forma de vingança por não ter sido eleito vereador em Patos.  

 

 

As informações sobre as declarações do delegado, foram retiradas dos portais da cidade de Patos.

Blog do Fuxico com informações do Blog do Jordan Bezerra

« Voltar

Pelas Redes Sociais

foto