Compartilhe

Bonifácio não é santo, tem ranço e gosta dos benefícios de ser governo

Quem acompanhou o discurso do prefeito interino de   Patos, Bonifácio Rocha, observou que o mesmo está cheio de ranço, de raiva interior. Seu discurso foi claro que sua relação com o Prefeito Dinaldinho está arranhada e em sua fala a imprensa local, admitiu que não apitava mais na gestão. “Ou se muda a política ou não se muda os costumes, temos que fazer uma política nova” disse: Bonifácio Rocha que evitou falar no nome de Dinaldinho ou defender seu grupo político acerca dos últimos episódios.

Bonifácio em seu discurso disse que tem muitos amigos no governo e que inclusive vai convocar mais, porém, disse também a imprensa que não sabia do que estava acontecendo dentro da gestão. Você acredita que nada Boni sabia? Você acredita também que Boni não tem indicações dentro da gestão ou seu filho que tem uma empresa, não venda para prefeitura de Patos? Omissão também é crime, e Boni durante um ano e sete meses se calou diante tudo que vinha acontecendo e preferiu se calar do que chutar o pau da barraca e mostrar a Patos que ele é o homem sério que diz ser. A verdade é que Boni é igual a qualquer outro que gosta do poder e dos seus benefícios e ao invés de denunciar foi tentado pelo poder e resolveu silenciar.

« Voltar

Entretenimento

Record explica veto de Geraldo Luís no Programa Silvio Santos: "Foi troco"

Política

Ciro Gomes: ‘Capital político de Bolsonaro não dura seis meses’

Entretenimento

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 12 milhões no próximo sorteio