Compartilhe

Cícero restabelece a verdade sobre construção do Trauminha e lamenta omissão de quem o sucedeu

“Alguém que afirma, eventualmente, que tenha construído o Trauminha, não dá pra gente responder sobre outros assuntos”. Foi assim que o candidato a prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (Progressistas) restabeleceu a verdade sobre a construção e montagem do Complexo Hospitalar de Mangabeira, popularmente conhecido como Trauminha, durante o debate do grupo Soma, na noite desta quinta-feira (8).

Cícero explicou que ao deixar a Prefeitura de João Pessoa deixou o prédio pronto, com todos os equipamentos e com enxovais comprados. “Eu quero dizer que efetivamente, o Trauminha eu deixei pronto, e deixei, inclusive com o pedido do Ministério para que credenciasse no SUS e, consequentemente, botasse para funcionar. Entregue, inclusive, ao doutor Sagres, promotor do Estado, no sentido de receber, inclusive, os enxovais do hospital”, relembrou.

Quando prefeito, Cícero foi sensível ao desenvolver políticas públicas de assistência a saúde à população de João Pessoa. É o caso da entrega de medicamentos a 25 mil pessoas em suas residências, implantado em sua gestão.

“Nós entregávamos os medicamentos em casa para diabéticos ou hipertensos, de forma preventiva. Infelizmente, quem me sucedeu não teve a sensibilidade, a preocupação de saber que, ao não fornecer o medicamento, essas pessoas que poderiam ter infarto ou ter um AVC, como muitos tiveram quando o programa foi cortado. Faltou a sensibilidade de quem me substituiu exatamente em se preocupar em uma área tão importante da vida das pessoas que é a saúde, principalmente dos que mais precisam. Teve ausência e omissão de quem me sucedeu”, lamentou.

« Voltar

Pelas Redes Sociais

foto