Compartilhe

Dinaldinho “bate e volta”: Prefeito quer tornar sem valor o que ele mesmo assinou

Na sessão da última terça feira, a Câmara Municipal de Patos recebeu um veto do prefeito Dinaldinho (PSDB) referente ao projeto de lei de nº 4.955/18 que criou o cargo de intérprete e professor de libras – Línguas Brasileira de Sinais. O projeto de lei já foi aprovado pelo poder legislativo em primeira e segunda votação e o próprio prefeito sancionou no dia 23 de maio e publicado dia 24 de maio no Diário Oficial do Município.

As explicações por parte do Chefe do Executivo são de que, compete privativamente ao executivo a iniciativa de projetos de Lei que tratem sobre a matéria de criação de cargos, extinção ou transformação de cargos, funções ou empregos públicos na administração direta ou autarquia.

Na tribuna da Câmara na noite de ontem, a vereadora Lucinha BATEU SEM VOLTA, “O prefeito de Patos atestou hoje a sua incompetência, a falta de organização de governo, a sua falta de planejamento. Há meses nós votamos aqui um projeto do executivo que criava o cargo de intérprete e professor de libras- Língua Brasileira de Sinais. Esse projeto foi votado pelos 17 vereadores e aprovado, e hoje ele é uma lei, mas, hoje, para nossa surpresa, chega um veto do prefeito Dinaldo Filho ao projeto que cria os cargos”, bateu Lucinha.

E agora “José”? Para resolver o muído, Dinaldinho tem que retirar o veto e enviar um projeto de lei revogando a nova lei.

 

BlogdoFuxico.com.br

« Voltar

Política

Homem simula o próprio sequestro para sair com a amante no Agreste paraibano

Policial

Delegado da Polícia Federal em Patos perde controle e capota veículo na BR

Policial

Trabalhador é indenizado em R$ 400 mil por receber presente obsceno na Paraíba