Compartilhe

“É o aproveitamento político”, diz João sobre ações de Wallber e Cabo Gilberto

O governador João Azevêdo (Cidadania) afirmou, na segunda-feira (18), durante entrevista à TV Master, que alguns parlamentares de oposição estão usando pessoas e movimentos contrários as medidas de isolamento social devido à pandemia de coronavírus, para se promover às vistas das eleições. Para o gestor, “é o aproveitamento político” da crise gerada pelo vírus. O Chefe do Executivo ainda classificou como “marginal” quem compartilha fake news com intuito de causar pânico na população.

Para falar sobre os atos politiqueiros envolvendo uma crise sanitária – que é mundial – João citou a manifestação contra a suspensão dos serviços da construção civil, realizada naa segunda-feira (18). “Você vê dois deputados de oposição, ‘puxando caçambas’ como se tivesse alguma coisa a ver com isso. Quando na verdade sabemos que é o aproveitamento político, porque é um ano de eleição e muita gente quer se candidatar, aí precisa de um instrumento para usar como campanha. E utilizam muitas vezes as pessoas, e elas são estão sendo usadas sem perceber, usadas literalmente para alguns tentarem se destacar em uma futura eleição”, afirmou o governador.

“A discussão agora é combater a Covid-19. Vemos um movimento teoricamente promovido por pessoas da construção civil e vemos dois deputados da oposição puxando caçambas como se tivesse alguma coisa a ver com isso, mas que na verdade nós sabemos que é um aproveitamento político, porque é um ano de eleição”, destacou João.

A manifestação ocorreu após um decreto, publicado no último sábado (16), que estabelece a paralisação das atividades da construção civil no Estado entre os dias 20 e 31 de maio. Conforme ele, deputados estão usando pessoas para ganhar destaque político.

Nas redes sociais, os deputados Wallber Virgolino (Patriota) e Cabo Gilberto Silva (PSL) publicaram vídeos onde aparecem na manifestação contra o decreto do Governo do Estado e Prefeitura de João Pessoa.

Quem espalha fake news é “marginal”

João Azevêdo classificou como “marginais” quem compartilha e espalha fake news com intuito de causar pânico entre os paraibanos. O governador fez alusão a agentes políticos estarem categorizados nessa definição ao falar que alguns “não produziram nada, nem ajudaram o povo”.

“[Ficam] espalhando fake news para simplesmente perturbar a ordem pública, fazer com que as coisas fiquem mais difíceis para os gestores. Para essas pessoas um recado: vai passar. E quando passar, a população vai entender o esforço da gestão para enfrentarmos tudo isso, e vai cobrar daqueles que muitas vezes usaram as redes sociais para tentar macular a imagem de quem quer que fosse. Esses que não produziram nada, não ajudaram o povo em nada, apenas tentaram macular a imagem de muitas pessoas”, disse, de forma incisiva, João.

“A população entende claramente e concordo com os dados, entendem que as medidas são necessárias, evidente que existe um grupo que ainda acha que é uma gripezinha”, finalizou.

Assista

O trecho que o governador tece os comentários inicia por volta de 1h15min:

 

 

Fonte: Paraíba Já

« Voltar

Política

Opinião: A dupla traição a João de Dr. Damião

Política

Cícero Lucena promove encontro descontraido com jovens em pleno Centro Histórico de João Pessoa

Política

Prefeitura anuncia Obra para reforma de matadouro público de quase meio milhão em São José de Piranhas

Política

Cícero Lucena visita bairros e debate sobre Saúde com população em João Pessoa

Política

Delegado deputado diz em debate que a corrupção tem ser praticada e não falada

Política

Coordenador do Gaeco/MPF da Paraíba lança livro sobre 'Lei Ficha Limpa'

Saúde

Sexo em espaços abertos, a nova recomendação para combater o coronavírus

Política

Eu poderia estar roubando, mas estou aqui trabalhando, entenda o porquê