Compartilhe

“É o aproveitamento político”, diz João sobre ações de Wallber e Cabo Gilberto

O governador João Azevêdo (Cidadania) afirmou, na segunda-feira (18), durante entrevista à TV Master, que alguns parlamentares de oposição estão usando pessoas e movimentos contrários as medidas de isolamento social devido à pandemia de coronavírus, para se promover às vistas das eleições. Para o gestor, “é o aproveitamento político” da crise gerada pelo vírus. O Chefe do Executivo ainda classificou como “marginal” quem compartilha fake news com intuito de causar pânico na população.

Para falar sobre os atos politiqueiros envolvendo uma crise sanitária – que é mundial – João citou a manifestação contra a suspensão dos serviços da construção civil, realizada naa segunda-feira (18). “Você vê dois deputados de oposição, ‘puxando caçambas’ como se tivesse alguma coisa a ver com isso. Quando na verdade sabemos que é o aproveitamento político, porque é um ano de eleição e muita gente quer se candidatar, aí precisa de um instrumento para usar como campanha. E utilizam muitas vezes as pessoas, e elas são estão sendo usadas sem perceber, usadas literalmente para alguns tentarem se destacar em uma futura eleição”, afirmou o governador.

“A discussão agora é combater a Covid-19. Vemos um movimento teoricamente promovido por pessoas da construção civil e vemos dois deputados da oposição puxando caçambas como se tivesse alguma coisa a ver com isso, mas que na verdade nós sabemos que é um aproveitamento político, porque é um ano de eleição”, destacou João.

A manifestação ocorreu após um decreto, publicado no último sábado (16), que estabelece a paralisação das atividades da construção civil no Estado entre os dias 20 e 31 de maio. Conforme ele, deputados estão usando pessoas para ganhar destaque político.

Nas redes sociais, os deputados Wallber Virgolino (Patriota) e Cabo Gilberto Silva (PSL) publicaram vídeos onde aparecem na manifestação contra o decreto do Governo do Estado e Prefeitura de João Pessoa.

Quem espalha fake news é “marginal”

João Azevêdo classificou como “marginais” quem compartilha e espalha fake news com intuito de causar pânico entre os paraibanos. O governador fez alusão a agentes políticos estarem categorizados nessa definição ao falar que alguns “não produziram nada, nem ajudaram o povo”.

“[Ficam] espalhando fake news para simplesmente perturbar a ordem pública, fazer com que as coisas fiquem mais difíceis para os gestores. Para essas pessoas um recado: vai passar. E quando passar, a população vai entender o esforço da gestão para enfrentarmos tudo isso, e vai cobrar daqueles que muitas vezes usaram as redes sociais para tentar macular a imagem de quem quer que fosse. Esses que não produziram nada, não ajudaram o povo em nada, apenas tentaram macular a imagem de muitas pessoas”, disse, de forma incisiva, João.

“A população entende claramente e concordo com os dados, entendem que as medidas são necessárias, evidente que existe um grupo que ainda acha que é uma gripezinha”, finalizou.

Assista

O trecho que o governador tece os comentários inicia por volta de 1h15min:

 

 

Fonte: Paraíba Já

« Voltar

Policial

NOMEAÇÃO: Bolsonaro define novo superintendente da Polícia Federal e equipe na Paraíba

Política

João Azevêdo anuncia abertura de mais 30 leitos de UTI na Grande João Pessoa, Campina Grande e Sertão

Política

Estado paga servidores nesta quinta e sexta

Política

‘Live’: João Azevêdo volta a defender isolamento e pede apoio da população

Política

Barroso assume TSE e cobra atenção a ‘milícias digitais’ nas eleições

Política

Recursos de emendas do Senador Veneziano(PSB) chegam a 90% dos municípios paraibanos, só para saúde foram R$ 32,8 milhões

Política

“Meu pai foi cremado na HORA DA MISERICÓRDIA” escreve Dinaldinho em seu twitter

Política

“Dinaldo será cremado e após passar a pandemia família realizará o sepultamento “diz Dinaldinho via twitter