Compartilhe

Góia pagou a conta de Gordo por ser siameses no jogo de interesse político

Em nossa última matéria, informamos que o Vereador Góia teria sido o vereador que vinha questionando na Câmara Municipal de Patos as ações desenvolvidas pela secretaria de Ação Social que hoje está no comando da vereadora licenciada, Edjane Araújo. Antes mesmo de finalizarmos a matéria, procuramos manter contato com o Vereador, porém ele não atendeu a ligação do blog. Em contato conosco, o Parlamentar afirmou que as denúncias partiram do Vereador Gordo da Sucata e não dele.

Tal equívoco, atribuo a essa nova fase em que tanto Gordo quanto Góia está vivendo após dois anos de mandato como vereador.  Os dois parecem que nasceram siameses nessa nova fase, atacam a gestão de Bonifácio como um Urubu ataca sua carniça.  A pergunta que todos fazem é somente uma, porque só após dois anos de mandato Góia e Gordo passaram a exercer um papel de fiscalizador? O que levou eles a se manterem calado por dois anos?

Por fim, o Vereador Gordo foi o real protagonista das acusações contra a secretária de Ação Social, Edjane Araújo e que provocou sua ida até a Câmara Municipal de Patos para explicar sobre as ações e esclarecer as dúvidas dos parlamentares. O fato lamentável é que, Gordo mesmo tendo feito o carnaval antecipado contra Edjane no dia que ela compareceu o mesmo resolveu sumir e nem se quer justificou sua ausência na sessão.

« Voltar

Política

Cinco requerimentos de lei de autoria da deputada Drª Paula foram aprovado na Assembléia de Deus

Social

ELAS SÃO EMPODERADAS: Edjane e Nadir e a prática da política do amor ao próximo

Política

Campanha “Maio Amarelo” de prevenção a acidentes de trânsito foi aberta em Cajazeiras