Compartilhe

Leitura da Bíblia reduz tempo de pena para detentos no Maranhão e pode mudar clima de violência nas cadeias

A transformação proporcionada pelo Evangelho de Jesus Cristo vai além da esfera pessoal. Ela atinge todos ao redor de quem lê ou simplesmente escuta a Bíblia Sagrada.

Um exemplo é o projeto de lei que prevê a redução da pena de presidiários pela leitura da Bíblia sancionada pelo governo do Maranhão. A lei também deve conceder a disponibilidade de Bíblias nas penitenciárias de todo o estado.

O texto da lei explica que a Bíblia deve estar, de forma obrigatória, no acervo de todas as penitenciárias do do Maranhão, para que os presos tenham a oportunidade de reduzir sua pena em um programa de leitura, que inclui as Escrituras.

Conforme o projeto de lei, a remição da pena pela leitura poderá permitir que o preso já condenado, reduza quatro dias de pena da sua condenação a cada leitura de uma obra (no caso da Bíblia, um dentro os 66 livros nela contidos), possuindo o limite de 12 obras por ano.

 A sociedade pode pretender que a prisão seja um lugar de retaliação e correção, mas muito mais que isso, Deus pode usar essa situação como um lugar de refinamento e transformação.



 

« Voltar

Política

CIDADES Duas novas passagens molhadas estão em fase de conclusão na zona rural de São José de Piranhas

Política

Prefeitura de São José de Piranhas inicia obras da praça do distrito de Piranhas Velha, com pista de caminhada e Academia da

Política

Anibal recebe apoio do Pastor Isaac Venerando, filho do Pastor Presidente das Assembleias de Deus na Paraíba

Política

Opinião: A dupla traição a João de Dr. Damião

Política

Cícero Lucena promove encontro descontraido com jovens em pleno Centro Histórico de João Pessoa

Política

Prefeitura anuncia Obra para reforma de matadouro público de quase meio milhão em São José de Piranhas

Política

Cícero Lucena visita bairros e debate sobre Saúde com população em João Pessoa

Política

Delegado deputado diz em debate que a corrupção tem ser praticada e não falada